A gestação “portinglês”

Uma manchete gritava que ‘Negócios com delivery crescem em SP’. Assim, sem destaque gráfico para a palavra delivery, como se ela fosse freguesa dos dicionários. (Já há delivery order, carta que autoriza a entrega de mercadorias.)

Delivery surge sem destaque em faixas de pizzarias ou casas de comida chinesa, e ninguém se surpreende, porque o país está aberto às novidades mais edificantes. Nada de mal em recebê-las, e os espíritos resignados ante a realidade global devem até considerar delivery mais bonito e mais significativo do que ‘entrega’ ou ‘entrega-se em casa’.
 
 
Uma manchete gritava que ‘Negócios com delivery crescem em SP’. Assim, sem destaque gráfico para a palavra delivery, como se ela fosse freguesa dos dicionários. (Já há delivery order, carta que autoriza a entrega de mercadorias.)

Delivery surge sem destaque em faixas de pizzarias ou casas de comida chinesa, e ninguém se surpreende, porque o país está aberto às novidades mais edificantes. Nada de mal em recebê-las, e os espíritos resignados ante a realidade global devem até considerar delivery mais bonito e mais significativo do que ‘entrega’ ou ‘entrega-se em casa’.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: